Por que as negociações de paz sempre falham no Oriente Médio?

16/09/2010 18:50

Duzentos e quarenta mil palestinos vivem encurralados na cidade de Walajeh na Cisjordânia, estão espremidas entre os assentamentos judeus e o muro de separação construído por Israel numa zona chamada de “zona de observação”.

A cidade só tem um acesso que é controlado pelo exército de Israel. Os assentamentos continuam a se expandir do lado de Jerusalém Oriental.  Suheil Khalilieh, do Centro de Pesquisa Aplicada da Cisjordânia, diz que na Indonésia as ilhas são separadas pelo mar, sua região não tem mar ,mas tem os postos de controle do Exército de Israel que faz os palestinos viverem isolados, fragmentando e desaparecendo com sua atividade econômica.

Uma construção ilegal está sendo construía para servir de escudo para os assentados.

Saleh Khalifah, prefeito de Walejeh, aconselha as pessoas  abandonarem a cidade, pois se precisarem de um médico ou qualquer outra coisa, têm que passar pelo controle de Israel e nem sempre isso é possível. Toda atividade econômica depende de Jarusalém, a cidade está sendo estrangulada para dar  lugar aos assentamentos judaicos. Pessoas comuns com sonhos comuns estão sendo expulsas de seus lares.

Enquanto isso no Egito, a Secretária de Estado Americana Hillary Clinton se esforça para que seja assinado um acordo entre os líderes Benjamin Natanyahu, de Israel, e Mahmoud Abbas, da Autoridade Palestina.

 

Fonte Al Jazeera.

Foto utilizada com a permissão da Creative Commons kholkute  © 2011 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátis

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!