Não há limites para crueldade a que as crianças Palestinas estão expostas

09/06/2011 14:58

 

 

 

Este é até ao momento o mais grave crime de guerra cometido por Israel desde o inicio da incursão na Faixa de Gaza.

 

 
Na altura do ataque a escola dirigida pela ONU servia de abrigo a mais de 1000 pessoas.
40 pessoas, sendo a maioria crianças, morreram no ataque dos tanques israelitas.
O exercito israelita possui as coordenadas de todos os edifícios da ONU na Palestina não podendo por isso o ataque ter sido um erro militar.
O presidente israelita justifica este ataque alegando que o Hamas esconde rockets e explosivos em escolas, hospitais e universidades, e que "infelizmente o custo da conduta horrenda do Hamas são ferimentos em inocentes".
Contudo os militares israelitas parecem contradizer o seu presidente, ao justificarem o ataque com o facto de estarem militantes do Hamas escondidos nessa escola. Essa informação foi totalmente desmentida pelo porta voz da ajuda humanitária da ONU, que aliás pediu uma investigação independente ao ataque.
 

 

 

Fonte :  Museu da Mente disponível em  http://museudamente.blogspot.com/2009/01/israel-ataca-escola-da-onu-e-mata-40.html

Foto utilizada com a permissão da Creative Commons kholkute  © 2011 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátis

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!